domingo, 25 de maio de 2008

O velho, bom e sempre...


Eu sou presa a tudo que chegou e causou euforia, tudo que um dia me esquentou.
Minhas mãos criam resistência pra se livrar do passado, sou apegada demais com
essas coisas de nostalgia.

E pra ser sincera, não me assusto em ser dependente disso, pois em mim só prevalece as antigas coisas boas.

O mal acabado, improdutivo, maléfico, eu mando para as 'cucuias'.

Não é a toa que conservo em mim o velho amor, as velhas amizades, o velho perfume, aquela velha roupa, o velho costume de respeitar, o velho livro, o velho filme que me fez chorar.

A velha canção, as velhas manias, o velho desejo, a velha vontade, o velho e bom esmalte,
as velhas cartas, o velho beijo, o velho sorriso largo, o velho otimismo, a forte e velha fé.
Assim como não posso negar a magia do novo, não posso esconder o esplendor do velho.

9 comentários:

Naraiana Costa disse...

Adoro esses apegos. A minúcia, os contrastes.
E adoro isso aqui também. E adoro comentar aqui também.

=]

Edson Marques disse...

Penso como você, nesse aspecto: o que é bom e gostoso do passado deve sempre ser lembrado!


Abraços, flores, estrelas..

.Ná. disse...

Tudo tem seu valor. TUDO!
Beijos

Mente disse...

Aliás, 'só' guardo o que foi bom e que não foi guardo o aprendizado.

Mas, não voltaria ao passado, demorei muito para construir o que sou hoje.

Quero muito saborear cada dia cada novidade, degustar com todos os meus sentindos e preservar 'o velho e bom'.

Assim como não posso negar a magia do novo, não posso esconder o esplendor do velho.

PS:Adorei a descrição do blog, a vida é feita de ciclos, temos que ter cuidado de fechar todos, deixando sempre a porta aberta.

http://coerenciacontraditoria.blogspot.com

.Intense. disse...

Adoro suas fotos de post, sabia? pura essência, me faz ter vontade de voar, todas elas.

Vc anda me fazendo sentir saudade da minha essência intensa, menina bonita.rs

Obrigada pelo parabéns. E tb por já fazer parte dessa história.

;)

Beijos intensos!

.Intense. disse...

(eu de novo pq eskeci de comentar o que queria comentar...)

Eu sou presa, a todas essas coisas...mas tb a algumas coisas más ou tristes ou horríveis de histórias passadas. Isso eu queria deixar de fazer. Vc ensina? ou apenas me diz que vale a pena?...

Maria Fernanda disse...

Ser presa à coisas do passado até um certo ponto é bom... Mas depois torna-se necessário livrar-se da metade delas para permitir novas coisas.

Naraiana Costa disse...

Vamo formar o frupo van. Tenho duas pessoas já. Queria visitar um orfanatao que tem perto do col Costa e Silva ali na ribeira. Passar uma tarde. Levar lanche, refri... papel, lapis de cor.. essas coisas.. que achas?Não precisa ser muita gente não.. melhor que vá poucas epssoas de coração aberto do que muitas querendo aparecer.

Janete Andrade disse...

tbm sou uma pessoa extremamente apegada ao passado, mas tô tentando me livrar disso, até postei um post agora falando sobre o apego excessivo ao passado. :~

seu blog é maravilhoso. :)

=*