domingo, 27 de setembro de 2009

.a histeria de todo dia.

Vivemos a era da histeria. Vivemos na corda ínfima da paciência. - Não me grite! - Não pise no meu pé ou então você tá perdido. Seja bem vindo a histeria do próprio umbigo. Uma histeria covarde, nula, tola.
Enlouquecemos quando quebramos a unha, quando nos dão pressa pra se arrumar. Procuramos mutuê com a toalha que foi esquecida pelo filho em cima da cama. Mas nos calamos diante da falta de tempo que as tarefas nos impõe. Berramos quando ligamos mais de duas vezes e o outro não atendeu. Estamos todos histéricos porque a conta está atrasada um dia, porque o engarrafamento vai atrasar a reunião.
Bebemos todos os dias o nosso próprio veneno de não saber esperar, morrendo um pouquinho de cada vez por já não conseguir enxergar o essencial. Afinal, nessa vida já não é mais raro coisa banal se tornar principal.
ps: Franzé, obrigada pela visita. Se passar novamente por aqui, deixe o link do seu blog, não conseguir ter acesso pelo comentário. Abraços

10 comentários:

Daniel Abreu disse...

Vc é toda histérica!

:D

Y a s h a disse...

E até a pessoa que se considera a mais paciente tem seus (muitos) dias de histeria.
São os detalhes dos dias, que as pessoas vão dando importância desnecessária, que vão se acumulando e acabam por interferir em qualquer motivo que seja.

E sabe? Também não acho mais raro coisa banal se tornar principal.

Beijo, flor. :*

Ellen Damaris disse...

A paciencia uma coisa fudamental nessa nossa vida !
A vida é cheia de detalhes entao preste atençao em todos
beeeijos

Ellen Damaris disse...

A paciencia uma coisa fudamental nessa nossa vida !
A vida é cheia de detalhes entao preste atençao em todos
beeeijos

Paula disse...

A paciência é uma das maiores caridades que alguém pode fazer.

Bonitas e verdadeiras palavras.

Um beeeeijo.

Mony disse...

Hoje ninguém mais tem paciência. Mas o peso do dia nos faz acreditar que coisa pequena tem grande proporçao.

Du... disse...

Falar de paciencia hj? Aos poucos acho q será uma palavra extinta do nosso dicionario , assim como cordialidade, o "obrigado" "desculpe" tenho impressao que daqui uns anos sao palavras q nao mais existirao

Lydia disse...

E até a pessoa que se considera a mais paciente tem seus (muitos) dias de histeria. [2]

Beijão!!!

Luci disse...

É amiga..
o dia a dia requer paciencia!
É um eterno teste do contidiano!

Ai ai ja estava com saudades desse cantinho!

Bruna Trindade disse...

É a tendência de tudo: piorar, piorar..Segundo a lei de Murphy, nada é tão ruim que não possa piorar, o que é ruim para uns, pode ser ótimo para os outros.
(Melhorar, melhorar?)