sábado, 3 de outubro de 2009

. penso em você, logo amo .

Diante da tela do computador eu lembro de você. Do sábado atípico sem sua companhia. Mas as lembranças são tão boas que eu estampo um sorriso no rosto por alimentar esse amor.
De vez em quando, brinco com o tempo de imaginar cenas passadas, futuras. Brinco de guardar o que fomos, viver o que somos e modelar o que seremos. E paro pra pensar no abraço que me acalma e silencia qualquer dor que esteja aqui. A gente se olha, brinca, ri e, até briga. E te falo da minha saudade, do carinho, do orgulho que eu tenho das nossas minúcias.
Olho você dirigindo, dormindo, o trejeito de arrumar o cabelo que é só seu. Penso em como você acredita em mim e de como isso me torna mais forte. Não preciso que alguém se importe, quando você se importa. Paro, penso e tenho a certeza que é você quero ao meu lado todo dia.

5 comentários:

Daniel Abreu disse...

Esse aí é miseravão.

Beijo grande minha flor.

Vanessa M. disse...

.

Lydia disse...

Vou copiar-te com os devidos créditos, certo?

Perfeição. Fala tudo o que queria.

Beijão!

Y a s h a disse...

"Não preciso que alguém se importe, quando você se importa."

Lindo, Vanessa.
Meu número, minha cor predileta.
Já tinha vindo aqui assim que você postou e não consegui comentar nada, ando assim ultimamente...
Continuo em silêncio, mesmo achando que precisava vir aqui, falar ao menos que não consegui falar. :x

:***

Jacqueline Soares disse...

Hum.. Fico pensando como é engraçado estarmos vivendo o mesmo momento.
Vc conseguiu transpor tudo que vc sente e por alguma coincidência o que eu tbm estou sentindo..

Te amo amigah!