quinta-feira, 21 de julho de 2011

Sobre medos, feridas e o tempo

É fato que o tempo não cura tudo. Não cura mesmo. Se curasse, eu teria me livrado de certos medos, de alguns fantasmas e dos meus defeitos que eu abomino. Se o tempo curasse, eu não precisaria ouvir das pessoas que eu mais amo o quanto sou uma pessoa cheia de falhas. Se curasse, eu não teria em mim feridas que tem ficado cada vez mais abertas e doloridas. Se o tempo consertasse mesmo as coisas, eu não teria machucado pessoas no meu caminho, não teria me machucado.

Tenho medo dos meus medos, de que eles sejam sempre essas barreiras feias, que me fazem arrepiar, temer e chorar muito. Tenho medo demais porque me causam problemas e vivem susurrando no meu ouvido que eu vou perder muitos laços nessa vida porque não dá, ninguém suporta alguém assim.

E eu só me pergunto por dias...

Meu deus, como eu posso errar tanto?

3 comentários:

Clarinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clarinha disse...

os erros servem para que possamos aprender, mas drmoramos um tempo para aceitar isso.

Bjs
http://maviealeatoire.blogspot.com/

'Lara Mello disse...

Amiga, acredite, tudo é uma grande experiencia, e pense que ainda não é o TEMPO certo para as coisas.. Se cuida! :)