terça-feira, 24 de junho de 2008

Pode até parecer fraqueza...


E por alguns minutos eu me vejo afogada nesse mar de fragilidade, igualzinha a uma criança que teme entrar no mar quando não o conhece.

Não tenho mais idade pra chorar de medo do novo e desconhecido. Não eu que me julgo tão isso e aquilo mais.

Estou frágil, fútil e vivendo um drama patético que na manhã seguinte esquecerei. Tento me convencer que é pouca coisa essa dor que vem do medo de 'não dá certo'.

E não adianta me olhar com esse ar de superior perguntando o que seria o meu "não da certo".

Ora, não dá certo é tudo que dá errado, tudo que não se encaixa nessa vida de capítulos. É tudo que se planejou e o vento levou sem piedade, tudo que se quis e não aconteceu.

É todo pedaço de sonho que a gente tem que deixar pra trás.

Essa fragilidade que entra é mesmo pra tentar me sucumbir, dilacerar ?

Não, eu não admito ver meus planos entrar em dissolução. Eu já disse que não.

Por isso todos os dias quando me olho nesse espelho, eu digo que não adianta fazer corpo mole, ninguém irá me dá uns sacodes. Se eu não me alertar antes, a vida me dá uma rasteira.

Soube muito cedo que a vida não perdoa os fracos.


Texto escrito numa dessas noites de insônia.



E tudo vai voltando ao normal...

Yeaaahh...ELE tá chegando. =)) Aaah 24 hrs que demora de passar.








27 comentários:

.Intense. disse...

Blog de cara nova.
=)

Eu já tinha visto, pq já vim aqui depois disso, mas não lembro se comentei. Gostei!


Ainda bem que parece um post 'passado'. Não é possivel que essa menina bonita que tem me passado tanta força via coments e via posts, tivesse desanimada da vida, de repente. O perigoso da vida não são os sacodes, esses ajudam ;) o problema é quando vem só a rasteira, a gente cai, e o sacode não vem pra acordar. Bola pra frente!

Mas me diz que eu morro de curiosidade: quem tá vindo?

=p

.Intense. disse...

Não sei se é, mas o título me lembrou a música do Lulu...

'pode até parecer fraqueza, pois que seja fraqueza então...a alegria que me dá, isso vai sem eu dizer...se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer: o que eu ganho, o que eu perco, ninguém precisa saber.'

;)
;*

.Intense. disse...

Que romântico, hihihi.
Tou bem, hj eu tou 'normal'.

;)

Não sei se vc usa e, não é sempre que eu tou por lá, mas se sim, me add depois...

only_intense@hotmail.com


Vai que uma hora a gente se esbarra.

;*

Caféína disse...

Ah, as fraquezas, tomara q os sacudões da vida te acorddem!!

As festas aqui em Sampa são animadinhas, mas num tem muito essas coisa de todo mundo entrar na dança...
hummmm licor de chocolate, ai ai ai, chocolate, café, café, chocolate!!

Naraiana Costa disse...

Prontooo! Chegou finalmente o dia 24!
\o/
ELE voltouuu!
aliáaaaaaaas, ELES voltaram
=D¹²³³³³³³³³³
liguei van!!! e não estava em festaaa, asuashhsuisa, tava em casa! =O

fiquei saltitante e feliz
obrigada viu? minha conselheira das madrugadas..
=*


Ah e quanto a esses dramalhões repentinos, é normal. Fragilidade feminina, insegurança. Essa é a ESSÊNCIA da mulher. Mulher não seria mulher se não sentisse essas coisas. Mas como mulher, e mulher forte e bonita, diga-se de passagem, você verá tudo isso passar, basta se jogar num abraço, num afago nos cabelos... aí em questão de segundos você esquece. =]


=*
se cuida!
e aproveita =p

Naraiana Costa disse...

esse seu titulo me lembrou algo.. idéia para meu próximo post!

CrápulaMor disse...

Mas teria graça se, ao invés de frágeis, nos sentíssemos plenamente seguros? É justamente a insegurança e o medo que proporcionam a adrenalina, a graça, a satisfação, quando as coisas finalmente acham de dar certo.

http://crapula-mor.blogspot.com/

Luci coutinho disse...

Ahh..
descobri seu hobby!
=P
Adorei!Visitarei sempre viu nessa!
Beijao

Jéssica disse...

Não tenho mais idade pra chorar de medo do novo e desconhecido.

Não sei se isso é de idade. Eu acredito que isso não seja. Afinal, humano que é humano tem medo do anormal, do desconhecido. Isso é desde lá, dos primórdios, do homo sapien sapiens da história. O filósofo Platão mesmo disse isso na sua teoria do real e irreal. Apesar de nós, meros humanóides, não termos a capacidade de conhecermos tudo ao nosso redor, está tudo fundido numa coisa só chamada Vida ou Universo ou Oquequerqueseja.

Eu acredito nisso. Não tem como fugir do futuro, porém, não há humano sequer que não o tema.


Muito bom o seu blog ;D

Nathália disse...

De fato, se não nos cobrarmos, a vida não perdoa não.
Ninguém perdoa.

Beijo!

Jéssica disse...

Er, me desculpa por ter viajado ali na filosofia. Mas saiba que:

Você definitivamente não está sozinha. É um dos meus maiores medos, como tá lá no meme do blog, é deixar que algo de ruim estrague meus planos sem perceber ou então que nada dê certo pela força do destino.

E, olha, o meme não foi indicado lá no blog (porque apenas eram só tres pessoas) mas você pode responder tá bem? :D
;*

ELIS disse...

nossa seu que lindo belo postagem sempre e legaL estas..postagens..do final do dia....
"Por isso todos os dias quando me olho nesse espelho, eu digo que não adianta fazer corpo mole, ninguém irá me dá uns sacodes. Se eu não me alertar antes, a vida me dá uma rasteira."..pois é garato faço dessas suas palavras as minhas...lá os fortes chegaram..os fracos tentaram..e os covardes eles desistiram...
xero fofix!


Soube muito cedo que a vida não perdoa os fracos.

Cin disse...

Tbém tenho noites de insônia que aproveito para escrever desabafos.
Aproveite muito qdo ele chegar.
Bjinhos!

Y a s h a disse...

Amei o texto.

Mas fracos são aqueles que se dizem ser, e você tem poder pra não ser uma entre tantos.
"Estou frágil, fútil e vivendo um drama patético que na manhã seguinte esquecerei."
E é (quase) sempre assim, nada que uma boa noite de sono não resolva, e o pior é que sabemos que no dia seguinte estaremos melhores e mesmo assim sentimos a mesma 'futilidade'.
O medo de 'não dá certo' é algo que muitos irão passar. Mas como saber se nunca tentar?
Tudo tem seu preço... É o preço que se paga.

Adoro sua maneira de escrever, lembra a minha.
Me surpreende a cada texto.


Ah, o Labirinto ta atualizado. Passa lá!

;*

.Ná. disse...

Essa fraqueza que dá na gente é tão dolorosa quanto as incertezas. E justamente é causada pelas incertezas. Eu odeio meus dias assim, dias de boneca de pano, onde eu só queria parar e ficar olhando tudo de cima, da prateleira de um quarto cor-de-rosa. Nada mais.
Mas tudo passa, e passa de verdade!
Beijos

Srta Diazepan disse...

que lindo o texto!!!!! E medo? não existe idade pra perdê-lo, como sempre estamos aprendendo, um passa ou surge... é o inesperado que nos torna assim ( ao menos pra mim).


beijo

Jéssica Feller disse...

ameiii esse texto.
saiba que não és a única que passa por momentos assim..
mas calma.. "nem tudo que dá certo é certo" e ponto.~
um grande beijo

ps. veja o filme o quanto antes.. tem coisas que não são muito boas.. mas vale a pena

Jacqueline Soares disse...

Ai....
Ai como eu odeio essas horas que parecem durar uma eternidade..
Essas horas que paramos e so refletimos o lado ruim da nossa vidaaa..
Mas o bom eh q passa amigahh..
=]]

Assim coxmo ja passouu..
E vc estar bemm..
^^

mary ienke disse...

Porque seá que todo escritor sofre de insônia?
ou quase todos?

Beijooo :D

Su Reis disse...

Obrigada pela msg no meu blog...esta tudo se encaminhando bem.O texto, lindo! :))))
bjs bonita
Su

Su Reis disse...

ah Ps: se tiver orkut add o orkut do blog...
link:http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=8352560867710491708

Tatá disse...

E não perdoa mesmo.
Por isso, seja mais forte que tudo isso que está sentindo.
As dores nos fortalecem sempre.

Beijão

Layz Costa disse...

Nossa, que texto liindo! *-*
Noites de insônia trazem tanto pra nós, ai de nossos blogs se não fossem elas.
Adorei esse texto, na verdade essa coisa de 'sacodes' e 'rasteiras' são beem perigosas, porém necessárias, sempre.
Quanto ao São João, aqui é bom demais mesmo. Eu moro em Feira de Santana, aqui não tem muita festa, mas nessas cidadezinhas do interior o São João é bom demais!
\o
beijo
..
*

BABI SOLER disse...

É. Essas não concretizações aos poucos vão minando nosssos sentimentos, mas sempre passam.

Teresa disse...

noites de insônia são produtivas pra quem sabe aproveitar assim!

=*

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

Anônimo disse...

mkcr hnsjn [URL=http://www.porntubescan.com]free porn movies[/URL] eznhrw p oa g yly